Presidente do Tribunal de Justiça do Rio é condecorado com a Ordem do Mérito Judiciário do TRT-RJ
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 30/09/2022 21:55

Foto posada. Da esquerda para direita de pé: presidente do TJRJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, e presidente do TRT da 1ª Região, desembargadora Edith Maria Corrêa Tourinho                                    Presidente TJRJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, ao lado da presidente do TRT da 1ª Região, desembargadora Edith Maria Corrêa Tourinho

 

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, foi condecorado nesta sexta-feira (30/09) com a comenda da Ordem do Mérito Judiciário 2022 do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ), no grau Grande Oficial. A solenidade foi realizada no Palácio da Cidade, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. 

“É uma homenagem que muito me orgulha, porque provém da Justiça do Trabalho - justiça que tem um valor social importantíssimo e que presta um serviço imensurável para a sociedade. Que orgulho e emoção de ser um dos agraciados em receber esta comenda”, disse o presidente do TJRJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira. 

Além do presidente do Judiciário fluminense, outros 62 cidadãos - personalidades que se destacaram por suas atividades em prol da Justiça do Trabalho, em especial no TRT/RJ, ou que prestaram relevantes serviços à cultura jurídica; bem como servidores públicos, pelos seus méritos, foram agraciados. Entre os homenageados estava o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). 

O desembargador do TJRJ Luiz Felipe Miranda de Medeiros Francisco e a juíza titular da 40ª Vara Criminal da capital e presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil de Alcantara Videira, também foram condecorados na solenidade com a comenda nos graus Grande Oficial e Comendador, respectivamente.

A Ordem do Mérito Judiciário do TRT/RJ foi instituída em 2004 e é constituída de quatro graus - Grão-Colar, Grã-Cruz, Grande Oficial e Comendador. Os cidadãos agraciados com a medalha, em qualquer grau, passam a compor a Ordem do Mérito Judiciário em dois quadros distintos: o ordinário, que possui efetivo limitado e é composto pelos brasileiros natos ou naturalizados; e o especial, ilimitado e composto por personalidades, autoridades e juristas estrangeiros, por membros da Ordem do Mérito que passarem à inatividade ou que concluírem seus mandatos e pelos que forem homenageados post mortem.

IA/FS

Foto: Luis Henrique Vicent/TJRJ