Presidente do TJRJ participa de encontro com juízes do 11º Núcleo Regional
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 29/09/2022 16:14

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, se reuniu nesta quinta-feira (29/9) com os juízes do 11º Núcleo Regional (NUR), na Região dos Lagos. O encontro foi no Fórum da Comarca de Cabo Frio.

"É um prazer estar numa das regiões mais bonitas do nosso estado para poder encontrar com nossos magistrados. É fundamental saber o que os juízes pensam, quais são suas demandas para podermos nos orientar na administração do Tribunal de Justiça", afirmou o presidente. 

O desembargador contou que pretendia visitar as comarcas assim que foi empossado como presidente, mas as medidas de prevenção contra a Covid-19 adiaram os planos. Ele destacou, porém, que o Judiciário fluminense seguiu trabalhando de forma eficaz no período e que, agora, está pronto para voltar ao atendimento presencial com a qualidade e a atenção que marcam o serviço. 

"A presença do juiz é fundamental no cotidiano do Fórum. Toda vez que ele atende aos advogados e partes do processo, ele consegue extrair melhores fundamentos para suas decisões. O contato presencial é muito valioso para analisar os fatos e ter uma visão ampla e mais próxima dos casos", defendeu. 

Durante as duas horas de encontro, os magistrados puderam discutir temas como a unificação de entrâncias, Núcleos da Justiça 4.0, mediação e a atuação das serventias na proteção e garantia dos direitos dos jurisdicionados. Ao debaterem sobre a minuta que estabelece competência a juízos criminais específicos para julgar e processar crimes por atos de violência político-partidária, o presidente ressaltou que a Justiça faz um trabalho belo e importante para proteger a democracia. 

"Esses encontros são muito bons para podermos conversar com calma com todos os juízes. Sempre há uma diferença de pautas e demandas entre os Núcleos Regionais, então é importante essa oportunidade de nos encontramos de forma separada para ouvirmos todos e a conversa fluir melhor, com a oportunidade de todos participarem", disse. 

O desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira relembrou que, há quatro anos, um dos compromissos da administração do TJRJ era a digitalização do processo. Agora, o acervo está quase todo digitalizado, processo que será concluído até o fim do ano. O dirigente do 11º NUR, juiz Fábio Costa Soares, exaltou a novidade.

"Como foi importante incluir como processo estratégico da administração a digitalização dos processos. É uma grande transformação, que nos ajudou muito e facilitou o trabalho", disse, lembrando que a iniciativa é constantemente elogiada pelos advogados. 

O juiz auxiliar da presidência, Rafael Estrela, e a presidente da Associação de Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), juíza Eunice Haddad, também participaram do encontro. A magistrada agradeceu a oportunidade de participar novamente da atividade, oportunidade de conhecer melhor o perfil dos juízes que compõem o Poder Judiciário fluminense.

"Nós temos uma interlocução muito boa com a administração do TJRJ e só assim conseguimos importantes vitórias. Esses encontros são uma chance para a gente debater temas importantes e aprimorar nosso trabalho e nosso serviço", completou. 

JGP/MB

Fotos: Brunno Dantas/TJRJ