Varas judiciais serão monitoradas e receberão auxílio para alcançar metas estabelecidas em fiscalizações da Corregedoria
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 23/06/2020 14:07

O Corregedor-Geral, desembargador Bernardo Garcez, implementou o monitoramento das varas judiciais que passaram por inspeção. O acompanhamento, a ser feito mensalmente pela equipe da Diretoria Geral de Fiscalização e Assessoramento Judicial (DGFAJ), visa identificar as unidades que estão com dificuldades para cumprir as melhorias estabelecidas na inspeção para, então, dar o suporte necessário para reverter o quadro.

As varas judiciais a serem monitoradas foram definidas a partir dos indicadores Acervo Geral e Autos Paralisados há mais de 90 dias (excluindo Dívida Ativa) e 500 dias (Dívida Ativa). A intenção é que, com o acompanhamento da equipe de apoio à gestão, essas unidades consigam atingir, dentro do prazo previsto, as metas estabelecidas pelo Corregedor. 

A Corregedoria fez um levantamento de todas as unidades com fiscalizações em curso e identificou que a maioria teve resultados positivos após a intervenção da equipe de fiscalização. Do total de 231 unidades, 126 melhoraram ambos ou pelo um dos indicadores analisados (Acervo Geral e Autos Paralisados).

Embora o resultado geral seja positivo, mesmo com todas as dificuldades decorrentes do cenário atual, ainda é importante impulsionar as unidades a terem indicadores melhores no próximo período. Considerando que todas unidades agora contam com o sistema SAR e podem dar andamento aos processos de forma remota, o monitoramento de indicadores levará em conta apenas os processos eletrônicos.