Mais de 40 juízes criminais participaram de audiência de simulação na plataforma Cisco Webex
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 20/05/2020 18:33

A equipe da Corregedoria Geral de Justiça realizou, nesta quarta-feira (20/05), audiências de simulação com mais de 40 juízes criminais, conforme determinou o Corregedor-Geral, desembargador Bernardo Garcez. O teste foi feito a pedido dos próprios magistrados, que tinham interesse em aprender mais sobre o uso da plataforma Cisco Webex para aplicarem nas audiências que já estão sendo marcadas em seus processos.

Ao todo, os magistrados foram divididos em três turmas e receberam instruções acerca das funcionalidades da plataforma para realização de audiências virtuais. O desembargador Garcez designou, para explicar o sistema, sua juíza auxiliar Daniela Barbosa Assumpção de Souza, em razão de sua longa experiência em Varas Criminais do Estado. Indicou também a equipe do Departamento de Suporte Operacional da Corregedoria (DESOP), liderada pelo diretor Antonio Ligiero.

                                                                               Magistrados testam o modo de compartilhamento de tela para exibição de documento

 

42ª Vara Criminal da Capital e 1ª Vara Criminal de São Gonçalo realizam primeiras audiências virtuais

A juíza Cristiane Brandão, da 1ª Vara Criminal de São Gonçalo, realizou nesta quarta-feira as três primeiras audiências virtuais de sua unidade. Ao todo, foram ouvidos quatro policiais militares do 7º Batalhão de Polícia, em processos de tráfico de drogas. Já os réus foram ouvidos do Complexo Penitenciário de Gericinó.

A juíza Alessandra Bilac, da 42ª Vara Criminal da Capital, também fez as duas primeiras audiências. Em uma delas,  foram ouvidos dois policiais militares diretamente de seus batalhões. O réu e o defensor público do caso também experimentaram a funcionalidade de conversar reservadamente. Apenas depois de o assistido passar por entrevista com seu defensor, foi iniciada a audiência. O réu foi interrogado e foi possível proferir sentença no mesmo dia.

                                                                                                 Momento em que a defensora se reuniu reservadamente com o assistido