Corregedor-Geral recomenda que pagamentos de condenações e honorários advocatícios e periciais sejam feitos presencialmente por transferência bancária
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 20/03/2020 15:34

 

O Corregedor-Geral da Justiça, desembargador Bernardo Garcez, avisa às serventias judiciais de todo o Estado que, nos processos eletrônicos,  priorizem o pagamento de condenações, honorários advocatícios e periciais por meio de transferência bancária, para a conta corrente indicada nos autos. A medida visa reduzir as possibilidades de contágio do Coronavírus (COVID-19).

Caberá ao interessado que ainda não possua conta bancária indicada nos autos, indicá-la, sem necessidade de intimação para tal finalidade. O Aviso CGJ estará disponível para consulta no Diário da Justiça eletrônico na próxima segunda-feira (23/03).