Luz verde no Cristo Redentor
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 06/06/2018 16:25
TJRJ e Arquidiocese comemoram Dia Mundial do Meio Ambiente

O Cristo Redentor foi iluminado de verde, na noite de ontem (5/6), como parte das comemorações pelo Dia Mundial do Meio Ambiente. A ação foi uma iniciativa do Departamento de Ações Pró-Sustentabilidade (Deape) e da Comissão de Políticas Institucionais para Promoção de Sustentabilidade (Cosus) do TJRJ. O Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Milton Fernandes de Souza, e o Corregedor-Geral da Justiça, desembargador Claudio Mello Tavares, participaram do evento ao lado do Padre Omar Cardoso, reitor do Santuário da Arquidiocese. A escultura, de 30 metros de altura, consta da lista de Patrimônios da Humanidade da Unesco.

O Corregedor-Geral da Justiça, desembargador Claudio Mello Tavares, destacou a importância de implantar uma base de cooperação mútua entre a Arquidiocese do Rio e o TJRJ para ações de sustentabilidade.

- É de suma importância esse projeto, que já está sendo encaminhado para que se concretize porque toda a sociedade colhe benefícios com isso. O Poder Judiciário, além do aspecto jurisdicional, que tem como objetivo julgar os processos e conflitos de interesses, possui projetos como esse da sustentabilidade. É uma oportunidade estar aqui no Cristo Redentor por ser católico praticante no Dia Mundial do Meio Ambiente e, ao mesmo tempo, renovando a minha fé nesse local sagrado - destacou o Corregedor-Geral.

O presidente do TJRJ, desembargador Milton Fernandes de Souza, também destacou a importância do evento:

- Precisamos trabalhar a união e a harmonia e desenvolver o que temos de bom para melhorarmos nosso estilo de vida. Considero a data de comemoração do Meio Ambiente perfeita para refletirmos e praticarmos o bem ao ecossistema.

O reitor do Santuário da Arquidiocese, Padre Omar Raposo, considerou o encontro um momento de reflexão sobre a sociedade:

- A sustentabilidade está montada sobre um tripé, que é formado pelos dados econômico, social e meio ambiente. É impossível pensarmos hoje em construção de uma sociedade sustentável sem passar pelas instituições estáveis, entre elas o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e a própria Igreja Católica. É uma grande alegria acender o Cristo Redentor na cor verde ao lado do Presidente do TJRJ, do Corregedor-Geral da  Justiça e seus colaboradores mostrando para todo o Rio de Janeiro que estamos unidos diante de uma bela perspectiva, que é a perspectiva sustentável em busca de uma cidadania mais estável.

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído em 1972 pela Assembleia Geral da ONU para marcar a abertura da Conferência de Estocolmo. É o principal dia das Nações Unidas para promover a conscientização e ação em todo o mundo em relação ao meio ambiente. Ao longo dos anos, tornou-se uma das maiores plataformas globais de divulgação pública, celebrada por milhões de pessoas em mais de 100 países. Seu objetivo é aproveitar ações individuais e transformá-las em um poder coletivo que tenha um legado de impacto real e duradouro no planeta.

Ainda em comemoração ao mês do meio ambiente, serão distribuídas mudas de 150 espécies florestais nativas da Mata Atlântica neste domingo, 10 de junho, na praça ao lado da Paróquia São José da Lagoa, entre 11h e meio-dia, em uma iniciativa conjunta do TJRJ  com a Cedae.

Fotos: Luis Henrique Vicent/ TJRJ

Informações: Ascom TJRJ

Galeria de Imagens