Corregedorias de Justiça se reúnem em fórum nacional para debater metas para 2023
Notícia publicada por ASCOM - CGJ em 16/08/2022 14:56

 

 

Na tarde da última segunda-feira (15/08), aconteceu o 6º Fórum Nacional das Corregedorias, promovido pela Corregedoria Nacional de Justiça - CNJ, com intuito de debater metas e diretrizes estratégicas do ano de 2022 e também apresentar proposições iniciais da Corregedoria Nacional para a Estratégia Nacional das Corregedorias para 2023.

A abertura do 6º Fonacor foi conduzida pela ministra Maria Thereza de Assis Moura, corregedora Nacional de Justiça, que reforçou a missão do CNJ de desenvolver em conjunto, com as demais Corregedorias, meios para que os brasileiros tenham acesso a um Poder Judiciário transparente e confiável.

A ministra também apresentou a nova equipe da Corregedoria que será conduzida pelo ministro Luis Felipe Salomão, corregedor Nacional de Justiça eleito para o biênio 2022-2024.

O ministro Salomão reforçou ser um momento relevante para troca de experiência e sugestões e também uma oportunidade de ouvir a todos.

O evento híbrido reuniu corregedores, juízes auxiliares e servidores do Poder Judiciário que atuam nas corregedorias. O corregedor-geral da Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, participou de forma online da reunião ao lado de juízes auxiliares da CGJ/RJ.

A conclusão das propostas será apreciada pelas Corregedorias durante o XVI Encontro Nacional do Poder Judiciário, cuja realização está prevista para novembro de 2022.