Assessoria Imprensa (Dest. Foto/Texto)

Retornar para página inteira

III Encontro de Gestores do Poder Judiciário é realizado na auditório da Corregedoria

Notícia publicada pela Assessoria de Imprensa em 2017-06-27 19:22:00.387

 “Gerenciamento em Tempos de Crise” foi o tema do III Encontro de Gestores do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, realizado na manhã desta terça-feira, no auditório Desembargador José Navega Cretton, da Corregedoria Geral da Justiça, no Fórum Central.  Da solenidade de abertura participaram o juiz auxiliar da Presidência, Marcello Rubioli; o coordenador do Núcleo de Juízes Auxiliares da CGJ, Luiz Umpierre de Mello Serra e o diretor-geral de Gestão de Pessoas (DGPES), Gabriel de Albuquerque. O encontro visou estimular a troca de experiências, conhecimentos e informações para o aprimoramento da gestão das unidades do TJRJ.

O juiz Marcello Rubioli falou sobre a importância de reforçar as boas práticas de gestão:

- Um momento de crise é sempre um momento para o empreendedorismo,  um momento no qual as boas práticas devem ser reveladas.

Gabriel de Albuquerque destacou a presença dos gestores do TJRJ, que lotaram o auditório:

- Esse encontro é importante para que possamos compartilhar e aprimorar a nossa prática de gestão.  Só pela presença maciça vocês já demonstram que são gestores comprometidos com a instituição.

O juiz Mello Serra, por sua vez, ressaltou a importância de encontros como o de hoje que, segundo ele, contribuem para que a distância entre os gestores seja reduzida e as boas práticas se multipliquem:

 - Um programa de capacitação dessa ordem tem elevado valor por reunir e aproximar gestores de uma instituição da importância do Poder Judiciário. A corregedoria aplaude e apoia esse tipo de iniciativa.

A palestra principal, “Gerenciamento em Tempos de Crise, foi proferida pelo desembargador Jessé Torres. Para o magistrado, uma situação de crise “desafia a capacidade de conversão do negativo em positivo”. Ele falou sobre a importância do uso de ferramentas de gestão para a melhoria contínua dos processos de trabalho e destacou 12 pontos que contribuem para uma boa gestão:

- Não à inércia, tecnologia suficiente, compromisso com a funcionalidade, foco na dignidade das pessoas, previsibilidade de eventos climáticos, timing e consensualidade, senso de medida e realidade, inevitabilidade do erro, direitos sociais e custos de sua efetivação, distinguir o crescimento bom do ruim, estratégia do curto prazo, e bem-estar individual x coletivo.