Assessoria Imprensa (Dest. Foto/Texto)

Retornar para página inteira

Corregedoria começa pela Barra trabalho de identificação de problemas e soluções para melhorar prestação de serviços à população

Notícia publicada pela Assessoria de Imprensa em Wed Mar 15 17:36:00 BRT 2017

O corregedor-geral da Justiça, desembargador Claudio de Mello Tavares, que assumiu o cargo há cerca de um mês, começou hoje, pelo Fórum Regional da Barra da Tijuca, a série de visitas programadas para identificar os problemas e o que pode ser feito para acelerar o andamento dos processos em primeira instância no Rio de Janeiro. Acompanhado dos juízes auxiliares Luiz de Mello Serra (coordenador do Nujac), Afonso Henrique,  Leandro Loyola, Leonardo Grandmasson e Luiz Canabarro, Claudio de Mello Tavares conversou com os juízes daquele fórum oferecendo a ajuda da Corregedoria, em um primeiro momento, mas deixando claro que todas as reclamações serão apuradas com rigor. Enquanto o grupo conversava com os juízes no auditório, uma equipe da Corregedoria fiscalizava as diversas varas que ali funcionam:

-- Minha vinda e da minha equipe aqui é para trocarmos ideias. Estamos fazendo um  mapeamento para sabermos quais varas estão com problemas e precisam de nosso apoio. A Barra tem sido alvo de muitas reclamações e temos os dados da Ouvidoria. Antes de tomar qualquer medida, vim ouvi-los para saber como a Corregedoria pode ajudá-los a tornar a prestação de serviços mais célere. Não temos como fornecer mais serventuários. A crise estadual nos afetou, mas temos que trabalhar com o que temos e com muito capricho. Quero fazer uma parceria com vocês e não estou aqui para punir ninguém, mas, se o magistrado não quiser ajuda, não posso abrir mão do meu dever – avisou o corregedor.

O desembargador Claudio de Mello Tavares lembrou que, em encontro do Tribunal de Justiça, ministros do STJ reclamaram da falta de fundamentação em sentenças:

-- A fundamentação deve ser muito objetiva e sucinta. As partes querem que o processo seja julgado. Setenta por cento das reclamações são relativas à morosidade dos processos. Na prestação jurisdicional, na juntada de papéis, na abertura de conclusão e no andamento e tramitação dos processos. Temos que nos unir para acelerar o andamento dos processos. Vamos melhorar a prestação de serviços à população. Punir um colega é muito ruim, mas é o papel do corregedor. Todas as serventias serão inspecionadas.