Assessoria Imprensa (Dest. Foto/Texto)

Retornar para página inteira

Diretoria do Sinterj se coloca à disposição da Corregedoria Geral

Notícia publicada pela Assessoria de Imprensa em Wed Feb 15 19:01:00 BRST 2017

O presidente do sindicato dos escrivães (Sinterj), Sidney Marcello, esteve hoje à tarde no gabinete do corregedor-geral da Justiça, Claudio de Mello Tavares, para oferecer ao Judiciário qualquer ajuda que estiver em sua alçada. Acompanhado por toda a diretoria, o sindicalista observou: “A experiência que temos é de décadas e isso tem que valer de alguma coisa. Viemos aqui colocar nosso sindicato à sua disposição. Queremos colaborar com a Justiça.” O desembargador ressaltou a importância do diálogo para uma boa prestação de serviços do Judiciário à população e contou que, pensando na união de forças, tem recebido sindicatos e visitado as varas com sua equipe de juízes auxiliares:

“Justiça lenta é injustiça. Às vezes, quando há uma decisão judicial, o cidadão que entrou com a ação não está mais vivo. Isso não pode acontecer,” disse Claudio de Mello Tavares, que estava acompanhado pelo juiz auxiliar Luiz Canabarro,  lembrando que o Estado do Rio de Janeiro está enfrentando uma crise muito séria: “A administração determinou um corte de aproximadamente 15% em toda a parte administrativa do Tribunal de Justiça. Nesse momento, é de suma importância a união de todo o Poder Judiciário. É importante ter força de vontade e prudência para lidar com todas as questões. A sociedade confia no Judiciário, haja vista o número de processos existentes.”

Sidney Marcello se disse preocupado com as serventias: “Gostaríamos que os responsáveis pelo expediente tivessem formação em Direito para que possam atender melhor o jurisdicionado.”